Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
5ª Expedição Internacional Troller USHUAIA


Expedição em números

Conforme havíamos prometido, seguem abaixo algumas informações da 5ª Expedição Internacional Troller
 
Números da viagem
A Expedição percorreu a distância total de 12.074 quilômetros (São Paulo - São Paulo);
Diesel consumido em todo o percurso: 1.732 litros;
Valor gasto com combustível (em reais): R$ 3.255,00;
Tempo total rodado no percurso: 180 horas e 40 minutos;
 
Fonte: expedicionária Lourdinha Cindi
 
 
Foto: Donizetti Castilho


Escrito por Equipe Troller às 12h17
[] [envie esta mensagem] []



Enfim, estamos de volta

Eis que chegamos ao final dessa incrível viagem. Nosso grupo foi se separando aos poucos nos últimos dias, já que cada carro tinha um destino final diferente. O pessoal de Londrina, composto por Vavá e sua família, nos deixou há 3 dias. A Ruth também se separou da gente. Ela retornou de avião para sua casa no Rio de Janeiro, devido a compromissos profissionais. No dia 7 o grupo se dividiu mais uma vez. O pessoal do grupo do Rio de Janeiro - Jeferson, Marcelo e Yuri - que já está na estrada desde dezembro, seguiu para o Uruguai. Eles foram passear por Punta Del Este. Com eles seguiu a família Ruiz - Rafael, Carlos e Idelbrando - e também o Onito. Os demais seguiram em comboio até Uruguaiana e depois São Paulo. Foi uma grande aventura: dias inesquecíveis e visuais incríveis. Mas, a melhor parte é o que trazemos na bagagem, vários amigos e muitas histórias para contar.

A Argentina é bela, charmosa e um roteiro imperdível. Fomos muito bem recebidos pelos argentinos em várias regiões. Eles sempre curiosos para conhecer mais desse grupo de expedicionários a bordo de um carro chamado por eles de "carismático e interessante".

Nós, da equipe Troller, esperamos que vocês que acompanharam nosso dia-a-dia também possam, muito em breve, realizar esse sonho de chegar ao “Fim do Mundo”.

 

Para esta última nota escolhemos a foto que representa nosso espírito de companheirismo, repleto de aventura, conhecimento e desafios. Essa é a foto que representa nossa comunidade. Até a próxima!

 

 

Foto: Donizetti Castilho



Escrito por Equipe Troller às 13h32
[] [envie esta mensagem] []



O Zorro dá as caras novamente

Sinceramente não esperava encontrá-lo tão rápido assim. Mas lá estava ele novamente, o Zorro. E desta vez pegamos ele com a boca na botija.

 

Foto: Donizetti Castilho



Escrito por Equipe Troller às 17h15
[] [envie esta mensagem] []



Mi Buenos Aires querida

Mais uma vez estamos em Buenos Aires e claro, não vamos deixar de aproveitar o tango, a parilla e os alfajores. A viagem continua e cada vez mais pesada, agora estamos com a bagagem lotada. Fora isso andamos comendo muito, ...

 

Foto: Donizetti Castilho



Escrito por Equipe Troller às 17h12
[] [envie esta mensagem] []



A aventura continua

É incrível! Estamos no caminho de volta para a casa, mas nossa viagem não deixa de ser emocionante nem por um segundo. A bem da verdade nosso maior objetivo era conhecer o "Fim do Mundo". Depois parecia que o retorno seria monótono, mas longe disso, nossa diversão continua. Isso tudo por estarmos em um grupo muito agradável. Quando um de nós se abate pelo cansaço o outro está com a pilha nova e levanta o companheiro. Fora isso a viagem é sempre divertida, animada e com muita curtição. Com a turma você não pode dar bobeira, senão uma já te pega para tirar um sarro. E assim caminha a humanidade, enquanto isso estamos na estrada.

Fotos: Donizetti Castilho



Escrito por Equipe Troller às 17h09
[] [envie esta mensagem] []



Tudo é belo, menos a falta de combustível


Filas para abastecimento

O segundo dia do nosso retorno ao Brasil foi marcado por longas retas. Nesse dia 2 de fevereiro, pela Ruta 3 percorremos um longo caminho adornado por vegetação rasteira e bandos de guanacos. Em outras áreas muitas ovelhas. Nosso destino agora é Comodoro Rivadavia, 770 quilômetros adiante. Nossa maior preocupação continua sendo o abastecimento dos carros. A Argentina sofre uma crise de desabastecimento tremenda e isso causa grandes filas nos postos. Além de elevação dos preços tem também o desinteresse em aceitar cartões de crédito. Na pior das hipóteses, até ágio chegamos a pagar. É um disparate. Para piorar, em alguns postos o combustível para estrangeiros é mais caro do que o mesmo oferecido aos residentes locais.

Superada essa dificuldade a chegada a Comodoro Rivadavia nos proporcionou um visual muito belo pela via costeira. Desta vez estamos visualizando outro lado da cidade, que não percebemos na passagem anterior. Um litoral extremamente recortado, com falésias iluminadas pelo pôr do sol. Uma cena de tirar o fôlego.

 

Filas para abastecimento

 

Via Costeira próximo a Comodoro Rivadavia

 

Fotos: Donizetti Castilho

 



Escrito por Equipe Troller às 23h33
[] [envie esta mensagem] []



O retorno


Ushuaia

 


Um arco-íris para saudar nossa partida

 

Agora começa o retorno. No dia 1 de fevereiro pegamos o caminho de volta. Durante toda a noite anterior o frio foi intenso, com neve caindo nos cumes das montanhas que rodeiam a cidade. Na manhã de uma sexta-feira chuvosa e fria, nos despedimos de Ushuaia. Essa foi uma despedida como nunca a gente imaginou. Na melhor imaginação não seria assim: um arco-íris nos saudando. Foi uma despedida digna desta expedição, em que os adjetivos se esgotaram logo nos primeiros dias. Cruzamos novamente o Estreito de Magalhães por  balsa, só que dessa vez, o mar estava tão agitado que molhava os carros. Mas antes da partida, ainda fomos conhecer a estação de trem do “fim do mundo” e fizemos mais uma foto para vocês acompanharem a viagem conosco. Nesse dia foram quatro aduanas, ou seja, saímos da Argentina e entramos no Chile. Depois saímos do Chile novamente e regressamos para a Argentina. Era um tal de preenche formulário, carimba papel, e para não ser fácil, muita fila. Mas, ainda assim o dia rendeu e chegamos a Rio Galegos.

 

 

Balsa para cruzar o Estreito de Magalhães

 

Fotos: Donizetti Castilho



Escrito por Equipe Troller às 22h41
[] [envie esta mensagem] []



Três dias de descanso

Antes de chegar a Ushuaia no dia 30, passamos por uma travessia de balsa. Durou cerca de 1h30 min, para logo depois cairmos na estrada novamente. Mais piso de rípio alternado com asfalto.

Ah, mas depois foi uma alegria enorme. Que sensação bacana chegar ao “fim do mundo”. Todos nós comemoramos bastante e a noite foi bem divertida. Saboreamos um belo jantar. No cardápio centolla e lagostinhos, regado com o delicioso vinho argentino.  Bom, mas ninguém é de ferro né? Agora vamos aproveitar três dias, inclusive hoje, de descanso. Não víamos a hora de dar uma sossegada e aproveitar essa linda região. Depois de vários quilômetros vamos ter um descanso para recuperar as forcas. Estamos preparando uma tabela bacana, com quilometragem, consumo de combustível, valores gastos, enfim, uma planilha bem elaborada para um viagem da comunidade Troller se aventurar nesse roteiro também. A responsável por esse levantamento é a Wilma Bastos. Os carros se comportaram muito bem até aqui, é claro, também estamos a bordo de um Troller.

 

 

 

 

Fotos: Donizetti Castilho



Escrito por Equipe Troller às 00h50
[] [envie esta mensagem] []



Troller pelo mundo

Nessas andanças descobrimos mais um integrante da Copa Troller passeando mundo afora. Esse Troller foi fotografo em Calafate, aqui na Argentina. Não conseguimos falar com nossos amigos em viagem com o carro da foto, mas dá para perceber que o Troller convida a desafios e descobertas, como é o nosso caso. É a comunidade Troller explorando o mundo.

Foto: Jaqueline Araripe



Escrito por Equipe Troller às 00h38
[] [envie esta mensagem] []



Colônia de Pingüins

Fotos: Donizetti Castilho



Escrito por Equipe Troller às 10h24
[] [envie esta mensagem] []



O Fim do Mundo


O Farol do Fim do Mundo


Leões Marinhos

Fotos: Donizetti Castilho

 

 



Escrito por Equipe Troller às 10h21
[] [envie esta mensagem] []



A Terra do Fogo

Nossa, já estávamos ansiosos para chegar em Ushuaia. Foi no dia 30 que conquistamos nosso destino, nosso tão esperado destino. A Terra do Fogo é demais, como já havíamos comentado em outro dia, falta-nos adjetivos. Estamos extasiados de tanta coisa bonita que vimos nesses últimos dias.

Depois da nossa esperada e ansiada chegada a Ushuaia, tivemos uma manhã de descanso e depois compras. Muitas compras, mas a tarde, já embarcamos num catamarã e navegamos pelo canal de Beagle. Fomos ver de perto a Ilha dos Golfinhos e depois a Ilha dos Lobos Marinhos. Avistamos albatrozes, petreis e outros vários pássaros.

 


Vôo do albatroz

 

O que mais surpreendeu foi o pingüim de Magalhães (um pinguim sul-americano característico de águas temperadas. A espécie habita as zonas costeiras da Argentina, Chile e Ilhas Malvinas - ou Falkland Islands, em inglês, o idioma falado pelos habitantes desta ilha -, migrando por vezes até ao Brasil no Oceano Atlântico ou até ao Peru, no caso das populações do Oceano Pacífico). Tem também o pingüim Papua - que tem o nome científico  Pygoscelis papua, e que recebeu o nome de gentoo pelos habitantes das ilhas Falklands (Malvinas) —  , um macho com recursos é um macho com sucesso, ou seja , quanto mais pedras um pingüim tiver, maior a proteção que ele vai poder dar ao ninho dos filhotinhos, e, assim deixar sua fêmea feliz e satisfeita: é uma questão de sobrevivência.

 


Pingüim de Magalhães 

 

Uma nota de interesse: há 18 espécies de pingüins, todos distribuídos no hemisfério sul. Não há pingüins no hemisfério norte. O maior deles vive na Antártica: é o Pingüim Imperador, que chega a ter 112 centímetros de comprimento. O menor é o Pingüim Azul com 40 cm de comprimento. Vive na Austrália e Nova Zelândia, e recebem este nome devido à cor azulada das penas.

 

Essa expedição também tem seu lago gourmet, tivemos a fase da Parrilla até chegarmos a Bahia Blanca. A partir de então, o carro chefe passou a ser peixes e mariscos. Por aqui se faz uma centolla (aquele garangueijo gigante) a la parmegiana, la provençal, la fuerrguita, lagostinos (camarões gigantes). É, parece que a turma vai voltar mais pesada! E vamos lá, ainda temos muitos dias pela frente, ...

 

Fotos: Donizetti Castilho



Escrito por Equipe Troller às 22h19
[] [envie esta mensagem] []



Três gerações Ruiz


Três gerações da família Ruiz: Rafael, o neto à esquerda, o avô  Sr. Ildebrando e o filho Carlos César

 

O Carlos César comprou um Troller exclusivamente para participar desta expedição. Ele tomou conhecimento através dos amigos é já planejava fazer parte da comunidade Troller a certo tempo. Estava ansioso pela viagem. Assim essa comunidade de amantes da natureza vai se expandindo e desbravando novos horizontes. “Se for a bordo de um Troller, melhor ainda”, comentam em coro os integrantes da 5ª Expedição Internacional da Troller. Tem outra família viajando conosco, são os Barbosa: Onito e sua esposa Ruth acompanhada dos irmãos Yuri e Jéferson. Eles são amigos dos Ruiz a mais de  20 anos. 

 

Fotos: Donizetti Castilho



Escrito por Equipe Troller às 22h00
[] [envie esta mensagem] []



Fotos do dia 29


Terra do fogo


Embarque para a travessia do Estreito de Magalhães

Fotos: Donizetti Castilho

 



Escrito por Equipe Troller às 21h50
[] [envie esta mensagem] []



Eeeeee, ... Chegamos!!!

Foto: Donizetti Castilho



Escrito por Equipe Troller às 16h39
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]